Até 2020 um terço da população mundial será míope
POSTADO EM 14 de March de 2016

Pesquisas indicam que uso excessivo de tecnologia associado a novos hábitos aumenta a incidência de miopia.

Passar horas seguidas com os olhos fixos em telas de computador, celular ou tablet se tornou frequente. É certo que esse novo hábito ajuda muito nas atividades do dia a dia, mas essa facilidade tem uma consequência. O aumento de casos de miopia, que é a dificuldade de enxergar objetos mais distantes, já é uma realidade e tende a se agravar ainda neste século.

De acordo com o Institute of Eye Research, cerca de 2,5 bilhões de pessoas devem desenvolver miopia até 2020, ou seja, um terço da população mundial. Outra pesquisa, divulgada pela revista Nature, indica que em países da Ásia, como China e Coréia do Sul, por exemplo, cerca de 90% das crianças e adultos jovens já estão míopes.

Segundo o oftalmologista Jorge Dias, do Horp, o aumento mundial do número de casos de miopia é uma das consequências dos novos hábitos da sociedade. “Isso é um efeito da urbanização e da mudança do estilo de vida. Atualmente, nós ficamos mais tempo em lugares fechados do que em qualquer outro período da história. Nunca passamos tantas horas do dia com os olhos fixos em dispositivos que emitem luz artificial, isso é um dos fatores que está alterando nossa visão”, diz.

De acordo com Dias, a miopia pode ser corrigida com óculos, lentes de contato ou cirurgia a laser, que pode ser realizada a partir dos 21 anos de idade. “Nas altas miopias, graus maiores que 8 dioptrias, há risco de perda da visão devido a maior incidência de degeneração da retina, glaucoma ou descolamento da retina. Felizmente, 95% dos pacientes têm miopias menores que 6 graus”, explica o oftalmologista.

Para minimizar os casos de miopia progressiva, a recomendação dos especialistas é estimular as crianças a frequentarem ambientes externos por mais tempo. “Estudos mostram que exposição à luz natural por mais de duas horas diárias tem efeito importante no controle da progressão da miopia”, conta.

Por:

COMENTE

Comentários