De estagiário a gerente: a rápida ascensão da geração Z
POSTADO EM 17 de July de 2017

Plano de carreira e dinâmicas no horário de serviço são diferenciais para essa geração

Matheus Chaves tem apenas 22 anos e gerencia uma equipe de 60 pessoas. Apesar da pouca idade, ele já acumula experiência de trabalho. Essa é uma das características da geração Z. Nascidos a partir de 1992, esses jovens são a primeira geração considerada nativa digital: têm acesso a muita informação, se identificam com empresas que definem e praticam seus valores e buscam rápido crescimento na carreira profissional. Segundo relatório do banco Goldman Sachs, somente nos Estados Unidos, essa geração já controla US$ 44 bilhões em poder de compra, e 60% acreditam que ter muito dinheiro é sinal de sucesso.

“Alcancei o cargo de gerência há três anos e, nesse tempo, já comandei cinco departamentos que passavam de 90 colaboradores. Em fevereiro deste ano, aceitei um novo desafio e me transferi para a área comercial, em uma nova unidade que a empresa inaugurou. Em breve, serão mais de 150 colaboradores para gerenciar. Para esse crescimento, o plano de carreira que a empresa oferece é um grande incentivo”, diz.

Com 75% dos seus colaboradores na geração Z, a Cobmax, empresa de telemarketing rio-pretense líder em vendas de Net e Claro em todo o Brasil, investe em plano de carreira e dinâmicas no horário de serviço para manter em alta o interesse dos jovens funcionários. Recentemente, até uma mesa de pebolim foi colocada na empresa durante uma ação interna.

“A geração Z busca por empresas que ofereçam diferenciais em seu ambiente de trabalho. As ações que realizamos internamente têm o objetivo de proporcionar um clima mais descontraído e animado, que resulte em motivação para nossos colaboradores. Promovemos campanhas, comemorações e uma sexta-feira temática no mês. Um exemplo recente foi a sexta do futebol, quando todos vieram com camisetas de seus times e colocamos a mesa de pebolim em nosso espaço para competições. Foi divertido e o pessoal gostou muito”, diz Thamires Souza, gerente de Recursos Humanos da Cobmax.

Para Matheus, as ações da empresa são responsáveis por cativar os colaboradores e manter em alta o número de jovens na empresa. “Acredito que a dedicação dos colaboradores da Cobmax vem do dinamismo que a empresa vivencia. Todas essas ações, são voltadas para nós e ajudam a pensar ‘fora da caixa’, incentivando a fazer sempre o melhor”, destaca.

Por:

COMENTE

Comentários