Dentes do siso: extrair ou manter?
POSTADO EM 27 de November de 2018

Na dentição humana, os dentes do siso são os últimos a romper. No entanto, esses dentes nem sempre são vilões

Popularmente chamados de “dentes do juízo”, os terceiros molares – nome técnico para os dentes do siso – surgem normalmente entre 16 e 25 anos de idade. A preocupação com a dor que costuma acompanhar o seu surgimento e com a necessidade de extraí-los são os questionamentos mais comuns nos consultórios odontológicos.

O ortodontista Tadeu Guerra explica que a evolução humana fez com que os terceiros molares perdessem suas funções iniciais de mastigar alimentos mais duros e de servir como um dente reserva. “Os terceiros molares caíram em desuso. Por isso, já são comuns os casos de pessoas que não desenvolveram nenhum desses dentes ou que tiveram apenas um ou dois terceiros molares”, diz.

Segundo o especialista, nem sempre é necessário extrair os dentes do siso. “Não existe uma regra geral. Sempre é necessário analisar como esses dentes se comportam em cada pessoa. Caso os terceiros molares consigam romper completamente a gengiva e estejam posicionados corretamente, de forma a permitir uma boa higiene bucal, eles raramente causam problemas e podem ser mantidos”, explica.

No entanto, quando esses dentes não rompem totalmente a gengiva, deixando apenas uma parte exposta, ou quanto estão desalinhados e pressionam os demais dentes, é necessário fazer a extração. “Ao ficarem parcialmente expostos, os restos de alimentos podem entrar na gengiva, que pode ficar inflamada. Isso causa problemas como dor, dificuldade em abrir a boca e até mesmo cáries”, diz. “Uma inflamação na gengiva pode levar a uma infecção mais grave e até mesmo comprometer o maxilar. Além disso, ao pressionar os demais dentes, é possível causar problemas no posicionamento, o que compromete a boa higiene”, alerta.

Tadeu explica que, nos casos em que há necessidade, é recomendado que esses dentes sejam retirados antes dos 30 anos de idade. “Até os 30 anos, a raiz do dente ainda não está completamente formada, isso facilita a remoção. Quanto mais idade, maior é a calcificação do dente e mais complexo é o procedimento de remoção e cicatrização”, diz.

De acordo com o ortodontista, quem já está na idade do surgimento dos dentes do siso precisa ficar atento. “As pessoas que não têm certeza sobre como seus terceiros molares estão posicionados e se eles estão em boas condições, devem procurar seu dentista. O profissional irá solicitar uma radiografia panorâmica para saber como agir”, comenta. Não há uma regra geral, é necessário analisar cada caso. A extração é um procedimento cirúrgico e o pós-operatório deve ser seguido como o dentista orientar.

Por:

COMENTE

Comentários