Marca empregadora: o conceito que está conquistando as empresas
POSTADO EM 3 de May de 2017

Para atrair e reter novos talentos, empresas apostam no posicionamento de seus valores

Comprometimento, ética, respeito, felicidade e trabalho em equipe são valores fundamentais no dia a dia de Caio Rolim, 24. No final de 2015, após retornar da Itália, onde atuou como professor voluntário em escola primária, Rolim procurava uma chance para se recolocar no mercado de trabalho brasileiro. Quando descobriu que uma consultoria de idiomas procurava novos talentos, não teve dúvidas e se inscreveu no processo seletivo. Foi o encontro perfeito. Há um ano, ele conseguiu unir o que mais gosta: ensinar idiomas e estar em um ambiente de trabalho que preza pelos mesmos valores.

“Encontrei na CCLi um lugar onde posso traduzir minha paixão por línguas no dia a dia do meu trabalho. Na empresa, minha missão é levar para as pessoas o mesmo encantamento que me fez escolher essa profissão”, diz. No novo local de trabalho, Rolim encontrou diretores e colegas com o mesmo objetivo. “Aqui, acreditamos que o encantamento está diretamente ligado ao resultado do nosso trabalho, e não há nada mais gratificante do que ver um aluno atingindo os seus resultados. Estar cercado de pessoas apaixonadas por ensino e aprendizado de língua estrangeira significa aprender coisas novas e evoluir a cada dia”, afirma Rolim.

Ao investir no posicionamento de seus valores, empresas se firmam como marca empregadora, pois são capazes de atrair novos talentos que se identificam com a empresa.Mesmo recente no Brasil, o conceito de marca empregadora já é uma tendência adotada por diversas empresas durante o processo de seleção dos colaboradores, como explica Lucas Assumção, consultor de RH da DNA Jobs.

“A marca empregadora inverte o conceito da pura análise de currículos para preencher alguma vaga. Essa é uma via de mão dupla, na qual o candidato tem a oportunidade de ver se os seus valores pessoais se alinham aos valores da empresa. Também é a oportunidade para a empresa conhecer melhor o candidato à vaga e ver se ele se adapta ao ambiente de trabalho”, diz.

Segundo Assumção, para que o encontro possa ser um “casamento perfeito”, a empresa deve permitir que os candidatos conheçam toda a estrutura e os valores organizacionais por meio de uma série de eventos com palestras e dinâmicas. “O objetivo é que por meio de encontros, a empresa mostre toda a sua estrutura e cultura, bem como possibilidade de crescimento de carreira. Para isso, os candidatos têm a oportunidade de conversar com os colaboradores que já atuam na empresa, desde estagiários até diretores”, explica

Empresa de portas abertas
Há três anos, Daniel Rodrigues, abre as portas da CCLi Consultoria Linguística para que os interessados possam conhecer melhor toda a estrutura da empresa. “Nos primeiros anos, o programa contemplava um tour pela unidade a fim de estreitar o relacionamento entre alunos, parceiros e futuros candidatos a vagas da empresa. Agora, reformulado, o #CCLiPortasAbertas tem uma proposta mais ampla para atrair novos talentos, seja de Letras ou áreas afins. Nós abrimos o coração da CCLi para que possamos encontrar quem tem a mesma paixão que nós”, diz.

Para Daniel, fortalecer a imagem da empresa como boa empregadora é fundamental para a sustentabilidade dos negócios. “O motivo dessa abertura está na própria essência da CCLi: proporcionar resultados a alunos e colaboradores, sempre com o foco no desenvolvimento das pessoas. Todos conseguem se desenvolver e o resultado é fantástico”, finaliza Daniel.

Por:

COMENTE

Comentários