Pesquisa mostra que brasileiros não conhecem suas taxas de colesterol
POSTADO EM 3 de August de 2017

Estudo encomendado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) mostra falta de informação sobre esse problema de saúde

Você sabe quais são os seus níveis de colesterol? Quando foi a última vez que você fez esse exame? Essas perguntas – que foram parte de uma pesquisa feita pelo Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), em parceria com um laboratório farmacêutico – revelaram um dado assustador: cerca de 67% dos brasileiros não sabem suas taxas de colesterol e não sabem que atitudes tomar para controlar a doença.

Dados da SBC mostram que 300 mil pessoas morrem por ano no Brasil em decorrência de doenças no coração. Boa parte dessas doenças são causadas pelo colesterol elevado. Para alertar sobre os perigos dessas altas taxas de gordura no sangue, no dia 8 de agosto é comemorado o “Dia Nacional de Combate ao Colesterol”.

A médica cardiologista da Pronto Saúde, Brunna Américo Carvalho, explica que colesterol alto é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças como aterosclerose, isquemia cerebral e também para casos de infartos. “O colesterol é um tipo de gordura do organismo e ele é fundamental para seu funcionamento. Parte é produzida pelo corpo e parte é adquirida por meio da alimentação. O problema está no excesso de colesterol no corpo, que é depositado nas artérias, causando obstruções que levam a várias doenças”, diz.

A cardiologista explica que existem dois tipos de colesterol no corpo, o HDL e o LDL. “O HDL é conhecido como colesterol bom, isso porque ele tem a função de levar as gorduras para serem metabolizadas e eliminadas pelo fígado. Já o LDL é o colesterol ruim, que se acumula e entope as artérias”, afirma.

Segundo Brunna, o colesterol pode ser controlado a partir de mudanças de hábitos de vida. “Para manter o colesterol nos níveis adequados, é importante ter uma alimentação com menos gorduras e açúcares, aumentando ingestão de frutas, legumes, verduras, grãos integrais e fibras. Praticar exercícios físicos regularmente também ajuda no combate às taxas altas de colesterol ruim. Procurar seu médico anualmente para solicitar um check-up é ideal para ficar atento às taxas de colesterol. Caso algo for descoberto, é possível iniciar um tratamento e mudar os costumes, antes que problemas se desenvolvam”, finaliza a médica.

Por:

COMENTE

Comentários