Saúde da mulher: os cuidados para cada fase da vida
POSTADO EM 6 de March de 2019

Cada ciclo da vida tem suas características e requer atenção especial. E isso é ainda mais importante para as mulheres, que atravessam períodos delicados e complexos como a gravidez e a menopausa

Da infância até a velhice, a mulher passa por muitos momentos – e cada um deles com suas características próprias, que necessitam de cuidados especiais. Por isso, o acompanhamento com médicos especialistas, além do próprio ginecologista, é fundamental para que a saúde fique sempre em dia.

Veja algumas das fases de vida da mulher e os cuidados necessários em cada uma.

Menarca: nome dado para a primeira menstruação de uma mulher que, normalmente, ocorre entre 11 e 14 anos de idade. É nessa época que deve ocorrer a primeira consulta com o médico ginecologista. “O foco dessa consulta é a orientação à paciente e aos familiares sobre alterações no corpo, menstruação e métodos contraceptivos”, explica Dra. Lizandra Akina Corrêa, ginecologista da Pronto Saúde. Um outro especialista que pode ser procurado pelas adolescentes é o hebiatra, profissional que atua como um clínico geral especialista em adolescentes. O hebiatra pode diagnosticar alterações hormonais, urológicas, ginecológicas, dermatológicas, ortopédicas, psicológicas e outras que podem ocorrer na adolescência, e encaminhar para outros especialistas, se for o caso.

Menacme: fase que se inicia a partir da 1ª menstruação e é caracterizada pela entrada da mulher no período reprodutivo – nessa fase, o organismo tem mais chances de receber uma gestação. Nessa etapa da vida da mulher, há necessidade de iniciar alguns exames específicos como: papanicolau, autoexame das mamas (para quem tem casos de câncer de mama na família), ultrassonografia ginecológica e obstétrica e exames de DST para quem já iniciou a vida sexual. Além disso, é necessária a vacinação contra o HPV (Human Papiloma Virus) para evitar que as mulheres contraiam o vírus, que é o principal responsável pelo câncer de colo uterino. “Acompanhamento nutricional nessa fase de vida é fundamental para verificar a necessidade de reposição de nutrientes. Isso irá ajudar a mulher a ter uma boa gestação e ao bebê a se desenvolver com saúde”, destaca Dra. Geovana Araújo Brigato, nutricionista da Pronto Saúde.

Climatério: geralmente, ocorre entre 40 e 45 anos de idade. É uma fase que envolve a transição do período fértil para o não reprodutivo. Para quem não tem casos de câncer de mama na família, o autoexame das mamas deve ser feito com frequência após os 40 anos de idade. Como nessa fase da vida surge a presbiopia, ou vista cansada, é recomendada consultas com oftalmologista para exames mais específicos de visão.

Menopausa: fase que se inicia após diagnóstico de que as menstruações realmente cessaram (após 12 meses) e segue até os 65 anos de idade. “Além dos exames ginecológicos, é importante que a mulher faça acompanhamento com outros médicos, como endocrinologista e clínico geral para verificar como está a saúde como um todo, principalmente em relação a doenças crônicas”, diz Lizandra. Considerando que por volta dos 50 anos de idade aumenta o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas, recomenda-se também um checkup anual com o médico cardiologista.

Senescência: fase iniciada a partir dos 65 anos. Nessa fase, a mulher deve se consultar com o médico geriatra, especialista em idosos, que poderá pedir exames, como hemogramas, colonoscopia, raio-X de tórax ou indicar dosagens de vitamina D, cálcio e PTH (hormônio da paratireoide). Consultas com o cardiologista devem continuar anualmente, bem como visitas ao médico oftalmologista para diagnóstico e cirurgia de catarata, que é um problema de visão comum em idosos.

Por:

COMENTE

*

Comentários