Comunicação em tempos de crise
POSTADO EM 11 de June de 2015

Muitas empresas costumam cortar investimentos em comunicação diante da desaceleração da economia e da consequente diminuição do consumo. Afinal, é preciso direcionar o dinheiro para áreas mais importantes. Certo? Errado! A comunicação é, reconhecidamente, uma ferramenta indispensável para atrair e fidelizar clientes.

É por meio de estratégias de comunicação que as marcas, independentemente do tamanho, conseguem se aproximar dos consumidores, driblando o clima de pessimismo e permanecendo de maneira positiva na lembrança dos clientes e prospects. O resultado é a elevação dos níveis de satisfação do público-alvo e também dos lucros.

Mas como criar novas oportunidades em tempos de crise? Algumas grandes organizações podem inspirá-lo. Observe o que fez a Bombril, por exemplo. De acordo com a revista “Exame”, o volume de vendas da fabricante de produtos de limpeza cresceu mais de 10% em 2014. Porém, as receitas ficaram no mesmo patamar do período anterior – R$ 1,1 bilhão.

Para reagir ao cenário desfavorável, a empresa desenvolveu embalagens maiores para produtos populares e menores para produtos mais caros. A verba para publicidade foi preservada – o equivalente a 6% do faturamento -, mas o foco dos anúncios mudou, para valorizar seus diferenciais.

Existem outras formas de se buscar resultados certeiros, como a concentração de esforços em produtos e serviços já conhecidos pelo consumidor e a experimentação de novos modelos de negócios. Cada caso deve ser estudado de acordo com as necessidades (e bolso!) da empresa.

Mesmo que seu orçamento seja limitado, preocupe-se em encontrar uma equipe bem preparada e disposta a vestir a sua camisa. O resultado, é claro, tende a ser o melhor possível.

Por:

COMENTE

Comentários