30 armadilhas de comunicação que afetam pequenas e médias empresas
POSTADO EM 22 de November de 2018

Na ânsia de divulgar seus produtos, é comum que gestores de pequenas e médias empresas (PMEs) realizem ações de comunicação sem planejamento adequado e real ligação com a proposta de valor da marca. É para alertar empresários sobre os danos dessa atitude e orientá-los no sentido contrário que acaba de ser lançado o livro “Comunicação (des)orientada para PMEs: 30 armadilhas que pegam ou vão pegar sua empresa” (Traços e Ideias, 2018).

De autoria da Multivias Comunicação, agência que tem como missão transformar PMEs em grandes marcas, a obra faz um apanhado do que a empresa viu na prática em seus dez anos de experiência atendendo negócios de diversos segmentos. “Como toda boa armadilha, as situações apresentadas na obra são aquelas que passam despercebidas, fazendo o empresário tropeçar em soluções pautadas no senso comum”, destaca Ligya Aliberti, diretora da Multivias e coordenadora do livro.
 

 
Exemplo disso é o que se apresenta no capítulo “Um novo conceito não é um conceito”, fazendo referência ao slogan bastante comum em qualquer tipo de negócio: “Um novo conceito em informática”, “Um novo conceito em padaria”, entre outros. “A vontade de se diferenciar é tanta que o empresário acaba não percebendo que, ao posicionar sua marca como ‘um novo conceito’ está, na verdade, passando uma mensagem vazia”, explica Ligya.
 
Outros exemplos de capítulos são “Nem tudo é falha de comunicação”, “O mínimo não é um diferencial” e “Criar um site não é o suficiente para estar no topo do Google”.
 
A obra conta com prefácio assinado por Paulo Nassar, diretor-presidente da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), Prof. Dr. Titular da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e coordenador do Grupo de Estudos Novas Narrativas (GENN ECA-USP), além de posfácio de Carlos Henrique Carvalho, presidente-executivo da Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom).
 
Composição dos capítulos
 
Cada capítulo do livro se destina à apresentação de uma armadilha, contendo ilustração que representa a situação vivida pelo empresário e fornecendo dicas práticas de como ele pode se desviar do problema e, de fato, obter resultado ao investir na comunicação de sua empresa. Além do conteúdo no papel, as seções contêm códigos que, escaneados pela câmera do celular, levam o leitor para textos e vídeos complementares, que aprofundam o assunto em questão.
 
“Nossa proposta foi fazer um livro bastante didático e direto, já que conhecemos a rotina do empresário de PME e sabemos que ele não tem um tempo grande para leitura”, conta Ligya. Outra preocupação da agência foi a de ajudar o leitor a obter uma rápida avaliação de quão propensa está sua empresa a cair em armadilhas. Para isso, disponibilizou um diagnóstico gratuito de comunicação empresarial no site do livro.
 
Interessados em adquirir o livro ou fazer o diagnóstico de comunicação empresarial devem acessar o site Comunicação (des)orientada para PMEs.
 

Botão para Blog_Livro e Diagnóstico

 

Por:

COMENTE

Comentários